Domingo, 9 de Maio de 2004

Frágil Flor

flor_014.jpg


Bom dia, frágil flor!
Daqui é aquela falésia quem te fala
Aquela perigosa e atraente paragem,
Aquela temível vertigem... mas sedutora paisagem?
Sinto-te nas minhas fendas enraizada.


Há tanto neste nosso binário complexo
Nesta rocha-flor, nesta flor de rocha,
Neste tormentoso... mas frutuoso amplexo?


Dás-me delicadeza e amor, dou-te cortantes cristais.
Exposta às rajadas, gelos e degelos,
Resistes aos desprendimentos, à minha erosão,
Mas é desta falésia amarga que saem os misteriosos sais
Nutrindo esta antiga e endémica união.


Pétala a pétala, folha após folha,
Lágrimas em húmus vertido,
Fertiliza, em correntes de ciclos de vida
Este que, sem ti, é estéril miradouro
Mas, semeado de ti, é falésia florida.


Obrigado frágil flor!
Só as tuas raízes, pétalas, folhas e pólens
Dão sentido aos meus desmoronamentos,
Nada mais que alucinados pensamentos,
Pequenas mortes onde tenho vivido:


São bateres de asas tão esgotantes e estranhos
Na tentativa de sorver múltiplas vidas,
Vidas tão cinzentas e frias, abismos de que não sei os tamanhos:
Obrigado minha flor.


Phalésia


Nota: Mais um belissimo poema de Phalésia, para nosso deleite.

publicado por Andrea Motta às 04:39
link do post | comentar | favorito
|
4 comentários:
De Andra a 9 de Maio de 2004 às 21:58
Para lisieux: Este poema do Pedro é fantástico, tras em si uma carga emocial muito forte, eu gostei muito quando li lá no site..daí não ter resistido ..trouxe-o prara cá ;)Beijinhos
De Andra a 9 de Maio de 2004 às 21:56
Para JorgeBond: risos... ;) Beijos
De lisieux a 9 de Maio de 2004 às 21:21
Realmente, lindo o poema, amiga.
Quando o li no site, já havia comentado. Aqui, ganhou força com a bela flor da ilustração.
Beijocas ao Pedro e a vc.
lis
De jorgebond a 9 de Maio de 2004 às 18:54
E a Flor merece. jokas

Comentar post

.mais sobre mim

.RAGNARÖK

Clique na imagem

.Dezembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Natal 2010

. Trova!

. Signa

. Violações

. Nudez

. 2009!

. Poema de Natal

. 25 de novembro dia intern...

. Incorporiedade

. Ação de Incentivo à Leitu...

.arquivos

. Dezembro 2010

. Agosto 2010

. Novembro 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

.Minha Canção


Tua Canção
Música e Voz – Lara Santos
Letra Andréa Motta

on-line
blogs SAPO

.subscrever feeds