Terça-feira, 29 de Junho de 2004

Minha Canção

barquinho.jpg



  • Imagem de autor desconhecido retirada da web

Nos olhos um intenso desalento
nas mãos gestos vagos
na alma a melodia amena de um piano
Minha canção me conduz a versos
de rimas tristes e incertas

Invadida pelas notas musicais,
como barco a deriva ao sabor do vento brando,
assobio baixinho imitando o trinar de um pássaro

Sou mera espectadora
no burburinho da platéia
Vozes anônimas de calor fugaz
consagram o cálice desafinado

O piano com arfar cadenciado
soleva os acordes em sublime simetria
entre a música e a saudade

Epopéico num só movimento
o som se expande
no vale azul da percepção
purificando-a

Sensível ao vinho proibido
sem perder a musicalidade,
como viração acariciando o rosto
resiste a fluidez das palavras.

Andréa Motta
03/09/03

publicado por Andrea Motta às 02:31
link do post | comentar | favorito
|
43 comentários:
De Jo a 13 de Julho de 2004 às 21:09
Parabéns.
A música é a minha vida, e por vezes tento transpo-la para a poesia... Gosto muito do teu estilo, da tua sensibilidade, da tua simplicidade.
Obrigada. Foi muito ler-te. Voltarei.
De Andra a 1 de Julho de 2004 às 01:06
Para PinkLady: Obrigada querida. A primeira estrofe dele foi gentilmente musicada pela Lara Santos e, como adorei o presente que ela me deu.. deixo de fundo para que todos possam desfrutar do talento desta garota. Beijinhos.
De Andra a 1 de Julho de 2004 às 01:03
Para 100Chave: Sorrio... Sou mestra nada... risos. Obrigada querido, pela carinho. Quanto ao sapo estou revoltadissima com ele. :) Pra ti muitos beijinhos.
De Pink Lady a 1 de Julho de 2004 às 00:50
Andréa, o teu poema é lindissimo e ... ouve-se a primeira estofe cantada! Adorei! Beijo.
De 100chave a 30 de Junho de 2004 às 23:51
Profundidade na abordagem dos sentidos é onde você é mestra; eu sou só um aprendiz.
P.S.- Também tenho notado algumas dificuldades em "comentar" artigos, seus e de outros embaixadores da palavra que visito regularmente, devido a problemas no acesso; um "sapo" dífícil de engolir pq me custa não deixar um pequeno raio de luz sobre o que os posts me transmitem...
Fica bem,
De Andra a 30 de Junho de 2004 às 22:43
Para LetrasAoAcaso:Sorrio.. beijo-te carinhosamente.
De Andra a 30 de Junho de 2004 às 22:38
Para micas: Sorrio..obrigada querida, boa noite a você. Beijos
De Andra a 30 de Junho de 2004 às 22:37
Para Ney Alexandre: É muito bom receber sua visita :)) Obrigada neu anjo.Beijo
De Andra a 30 de Junho de 2004 às 22:34
Para Maurício Requião: É verdade querido, algumas mais alegres outras nem tantos :) Beijinho
De micas a 30 de Junho de 2004 às 22:32
Belissímo poema. A tua alma é grande e bela.
Noite serena. Beijinho

Comentar post

.mais sobre mim

.RAGNARÖK

Clique na imagem

.Dezembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Natal 2010

. Trova!

. Signa

. Violações

. Nudez

. 2009!

. Poema de Natal

. 25 de novembro dia intern...

. Incorporiedade

. Ação de Incentivo à Leitu...

.arquivos

. Dezembro 2010

. Agosto 2010

. Novembro 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

.Minha Canção


Tua Canção
Música e Voz – Lara Santos
Letra Andréa Motta

on-line
blogs SAPO

.subscrever feeds