Quarta-feira, 18 de Agosto de 2004

Regaço

regata_di_catamarani.jpg


Velas trêmulas ao mar
destacam-se no sussurro
líquido do mistral


Carícias, como sopro banham além
do tecido epidermico do antebraço
e da brandura  intemporal da tua cútis...


Em um ousado entrelaço de verbos
dedos e conjecturas, dou-te minha mão.
Já não sentes dor...na alvorada de nós dois


Enfim, abraço teu pensamento,
navego-te em silenciosa calma...
Límpida  de contradições.



Andréa Motta
17/08/04






Eu, não poderia deixar de divulgar este comentário poeticamente lindo do In Loko! Obrigada :)


"E dizer-te que foi quase ontem, que teu olhar cegou meu sorriso, e eu desprevenido não resisti ao convite da tua mão... que me levou rochedos acima, olhar o mar, as velas trêmulas nos acenando!" Enviado por In loko em agosto 19, 2004 06:20 AM

publicado por Andrea Motta às 00:31
link do post | comentar | favorito
|
33 comentários:
De LE. a 23 de Agosto de 2004 às 20:05
É lindo, este poema, entre o mistral e o scirocco.
Beijos, Andréa.
De Andra a 23 de Agosto de 2004 às 13:39
Para Artur: Ora, viva até que enfim o sapo permitui que eu lhe respondesse... Obrigada meu anjo pelo carinho e pelas visitas. Beijos. Andréa.
De Artur lopes a 21 de Agosto de 2004 às 21:56
impossivel, não vir aqui...já nem as noites são as mesmas quando não venho ler
(não tento ser simpático, simplesmente não gosto de deixar de dizer o prazer que me dão as poesias que aqui leio) BOA NOITE

ARTUR
De Andra a 19 de Agosto de 2004 às 23:27
Para Still: Sorrindo, muito obrigada pela visita e pelo seu gentil comentário :)
De Andra a 19 de Agosto de 2004 às 23:25
Para Nuno: Obrigada meu anjo, Beijinhos com carinho ;)
De Andra a 19 de Agosto de 2004 às 23:24
Para Ricardo: Muito obrigada querido amigo. Beijinhos doces e mentolado ;)
De Andra a 19 de Agosto de 2004 às 23:22
Para Yardbird: Obrigada querido, acho incrível como um mesmo texto pode ter diversas interpretações... imagine você que escrevi este texto, ao assistir um pedacinho de uma regata categoria laser, nas olimpíadas, quando o Brasileiro Robert Cheid a vencia...Como praticamente todos os comentários são no sentido de que é um poema de amor.. vou me convencer disto..MAS, é de amor pelo BRASIL :)))risos. Beijão grandão a você
De stillforty a 19 de Agosto de 2004 às 22:33
É um prazer para os sentidos e para os olhos visitar o teu blog. Gostei imenso.
Fica bem
Still
De Nuno a 19 de Agosto de 2004 às 19:31
Muito bem adorei o aqui escreveste miga e o quadro está muito bem.
Continua assim como sempre :).
Beijokas
De Ricardo Mainieri a 19 de Agosto de 2004 às 18:18
Deia :

Uma overdose, uma embriaguêz de lirismo nos dois poemas.
Belos,indubitavelmente.

Beijão.

Ricardo Mainieri

Comentar post

.mais sobre mim

.RAGNARÖK

Clique na imagem

.Dezembro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Natal 2010

. Trova!

. Signa

. Violações

. Nudez

. 2009!

. Poema de Natal

. 25 de novembro dia intern...

. Incorporiedade

. Ação de Incentivo à Leitu...

.arquivos

. Dezembro 2010

. Agosto 2010

. Novembro 2009

. Abril 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Setembro 2007

. Junho 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Novembro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

.Minha Canção


Tua Canção
Música e Voz – Lara Santos
Letra Andréa Motta

on-line
blogs SAPO

.subscrever feeds